Conte Comigo
O Valor da Mulher Como Ajudadora

A trajetória que muitas mulheres vêm trilhando hoje, em sua condição de mulher e esposa, é acompanhada de grande dose de frustração, desânimo e sofrimento.

"Por que meu marido não me deixa participar mais de sua vida?" "Por que ele não conversa mais comigo, como quando namorávamos?" "Por que ele não reconhece o meu valor?" Quantas vezes a esposa não se faz essas e tantas outras perguntas semelhantes! Mas a conclusão é, invariavelmente, a mesma: "Ah! Não adianta nada; ele é mesmo insensível. Os homens são todos iguais."

Será que eles são de fato todos iguais, dentro do nosso conceito de "igualdade"? Será que os homens foram criados para não ver ou perceber o valor que as mulheres têm como suas companheiras?

Foi pensando nestas e em muitas outras questões que vêm tornando infelizes homens e mulheres que este livro procura, sem qualquer pretensão de dar "receitas de relacionamentos felizes", levar as mulheres a meditar profundamente sobre a verdadeira missão que Deus lhes deu quando as fez como ajudadoras.

Aqui você vai descobrir suas características femininas que a capacitam de maneira especial como "ministra dos relacionamentos", quem precisa de ajuda, a importância do compromisso como base para o relacionamento conjugal, a importância de deixar pai e mãe, a chave para as mudanças, e diversos aspectos práticos do ministério da mulher junto de seu marido, dentro do seu lar.

Excerto tirado do capítulo O Ajudador da Ajudadora (pág. 207 e 211-212)

Talvez você esteja se perguntando se está à altura de tudo o que foi delineado aqui como parte do seu trabalho de ajudadora, mas precisa se lembrar de que não estamos falando de tarefas, e sim de uma jornada. Deus está, e sempre esteve, muito mais interessado no que somos do que no que fazemos. Ele quer que confiemos nele, na sabedoria e no bem do seu plano para nós. E só poderemos provar como ele é bom e sábio se nos dispusermos a fazer o que ele diz. O nosso Pai usa todas as situações da vida para nos levar mais perto de si. Foi por isso que falamos numa jornada. Uma jornada que tomará toda a nossa vida, em espirais ascendentes, paradoxalmente cada vez mais íntimas, cada vez mais abrangentes. A nossa vida de mulher já foi planejada por Deus para ser uma vida de fases, e cada fase constitui o fundamento para a próxima.

Quando nos colocamos diante do Deus que nos criou e que cuida de nós como Pai amoroso que é, descobrimos a verdadeira imagem dele em nós, descobrimos a nossa verdadeira identidade — de onde viemos, de quem somos, aonde estamos indo, por que estamos aqui.

A mulher que assume responsabilidade por si mesma diante de Deus (Romanos 14:12), dando-lhe prioridade absoluta em sua vida, vai amadurecendo em sua fé de uma forma atraente que influencia sua família para o Senhor. Seja qual for a sua situação, depender de Deus lhe dá aquele espírito "manso e tranquilo, que é de grande valor diante de Deus" (1 Pedro 3:4). Se seu marido já for crente, ela o estará ajudando a crescer na vida espiritual. Se não for, terá na esposa o melhor estímulo do mundo para buscar esse Deus que vê em sua vida.

A mulher em quem o marido vê Deus refletido sempre será bela e fascinante para ele. Quanto mais viverem juntos, mais a ela se apegará. E aprenderá a confiar nele, pois sabe que "ela lhe faz bem, e não mal, todos os dias da sua vida" (Provérbios 31:11-12). Sua postura firme, sensata dá ao marido a tranquilidade de que precisa para viver bem o seu próprio papel. A união de ambas será mais rica, mais abençoada.

O livro impresso está esgotado, mas a versão ebook pode ser adquerida na Amazon ou na Livraria Saraiva.

Conte Comigo
Wanda Assumpção
Cód: 10303 - 212 págs.